Genuína Umbanda - Todos os direitos reservados. 2007 - 2019

Adorei as Almas

Autor: Lara Lannes

Equipe Genuína Umbanda

www.genuinaumbanda.com.br

 

Os Pretos-Velhos e as Pretas-Velhas são as entidades mais carismáticas da Umbanda. Com seu jeito humilde e manso no atendimento aos consulentes, esses guias enviados por Zambi para nos consolarem, vão fazendo com que nos sintamos à vontade e com isso, vão descobrindo e nos dizendo tudo aquilo que vai em nosso íntimo, propondo-nos soluções aos nossos problemas, muitas vezes, dando mensagens que só vamos realmente entender seu significado com o passar do tempo.

 

Eles atendem com o singelo e carinhoso nome de “Vovô” ou “Vovó” para que tenhamos exatamente a visão de que são pessoas de mais idade, com a sabedoria necessária para nos passarem a mensagem de otimismo, fé e resignação que nós, em nossa condição de encarnados e vivendo um cotidiano corrido, muita das vezes não conseguimos ter calma e paciência para resolver.

 

Esperam de nós que, ao nos sentarmos à sua frente, tenhamos o tempo e a calma para ouvir suas mensagens e ensinamentos. Mas, ao mesmo tempo, exigem de nós que provoquemos nossa mudança espiritual para conseguirmos passar por essa vida encarando as pedras no caminho e a cada uma delas que passemos, saiamos mais evoluídos espiritualmente.

 

Meu ingresso na Umbanda se fez na figura, dentre outras, de um Preto-Velho chamado Pai Antônio das Almas que me mostrou e me mostra a cada dia que a Umbanda é Amor, Caridade, Fé e Resignação. Dá-me conselhos e muitas vezes, também a bronca, quando meu espírito se limita a não querer mudar o que deve ser mudado.

 

Esse mesmo Preto-Velho fica triste comigo quando erro, e feliz nos meus acertos. Não passa a mão em minha cabeça e não finge que não vê o que precisa ser mudado. É um avô, mas com muitos cuidados com seus netos, exigindo deles o que nosso Pai Celestial quer ver em todos nós, a mudança das atitudes para que alcancemos nossa evolução.

 

Em poucas palavras, espero fazer uma singela homenagem aos Pretos-Velhos e Pretas-Velhas de minha função espiritual, e os que me acompanham por quaisquer outros motivos, mesmo que seja pela fé que deposito neles.

 

Que tenhamos sempre em mente que as entidades de luz que encontramos nos terreiros não estão lá para saberem fofocas de nossa vida, de nossas vaidades e caprichos. Estão lá, sim, para nos ajudarem – mesmo que essa ajuda não venha da forma que esperamos – e que saibamos entender a caridade praticada por cada guia incorporado seguindo as diretrizes traçadas pelas falanges dos trabalhadores do Astral.

 

Adorei as Almas!

Salve Pai Antônio, Salve Pai Congo das Matas, Salve Vovó Joaquina, Salve Pai Firmino da Bahia!

Salve todos os Pretos-Velhos, entidades de Luz, trabalhadores na Seara Umbandista!

voltar.jpg
logo-980x377-2.jpg